Religiões Afro-Brasileiras e Saúde

Produzido pela Rede Nacional de Religiões Afro-brasileiras e Saúde, em parceria com o Ministério da Saúde, O Cuidar nos Terreiros é um documentário que enfatiza as práticas de acolhimento, cuidado e atenção à saúde integral das pessoas, de forma genuína, a partir das diferentes tradições de matrizes africanas e o saber ancestral, contido na relação entre os homens e os Orixás. Sabe-se que, para muitos, o Terreiro é o hospital, responsável número um, e talvez único, de muita gente que não tem acesso e seu direito à saúde garantido, muito embora a saúde seja um direito humano e, uma política de Estado, no Brasil. Confira!

O papel da imprensa e a contribuição das religiões oriundas da velha África.

“A destruição das religiões de matriz afrodescendente é um projeto do capitalismo, pois essas religiões representam um papel importante na cura de qualquer doença de pessoas  negras. Sem essas religiões, a medicina ocidental prevalece. Por ora, podemos notar vários exemplos, muitos países africanos e o Haiti recorrem às religiões e às plantas medicinais como fontes de tratamento do covid-19, constata-se que o cenário nesses países são bem diferentes comparando com outros países que recorrem à metodologia eurocêntrica. A OMS colocou o Haïti como país de referência no tratamento ao covid-19, isso não foi noticiado em jornal internacional de grande circulação. Tu sabes porquê ?? O método que o Haïti está usando não é um método que traz lucro para as sociedades capitalistas”.

Confira a contribuição do Babalorixá e antropólogo Rodney Willian, de Oxóssi, ao Jornal Folha de São Paulo .