Avançando: Advocacy pela atenção à saúde da população negra

cropped-28575574_953793518118837_4300449057375218180_n1.jpg

Matheus Igor

Articulador da Aliança Pró-saúde da População Negra.

A 1° Oficina de Planejamento da Aliança Pró-saúde da População Negra, com um observatório direcionado ao monitoramento das politicas públicas nessa área, foi mais um importante momento na construção de um projeto que visa a saúde integral para a população negra de São Paulo. Aqui, articulam-se mais uma vez, jovens e mais velhos tendo sempre a cultura e a ancestralidade como fundamento norteador das ações a serem desenvolvidas.

Debatemos muito e compreendemos a importância que os territórios têm para a busca por uma saúde integral da população negra, não só porque é onde as pessoas estão, mas pelo fato de que é nesses territórios que as pessoas mantêm, recriam e vivem seu modo de vida. E a saúde integral da população negra como projeto necessita estar baseada e pautada de acordo com esses modos de vida, como estratégia para enfrentar o racismo institucional que, no SUS, se encontra explícito através do conceito de universalidade (homogeinizadora) que o sistema trabalha, mas que não atende realmente a todas as camadas da sociedade brasileira.

Uma questão fundamental na discussão que relaciona a saúde integral da população negra e os territórios negros da cidade de São Paulo é a importância das reuniões e atividades dessa articulação serem de caráter itinerante, como exemplo a ser seguido: a iniciativa das marchas do 20 de novembro articuladas pelo MNU, onde uma reunião era no centro e outra nas periferias, conforme destacou José Adão. Nesse sentido é fundamental aprender com um movimento que chega hoje aos seus 40 anos de existência e que esteve à frente de diversos processos de avanço para a população negra do Brasil.

Na oficina discutimos o como o espaço da Aliança com seu observatório é além de uma articulação, um espaço de acolhimento de pessoas, coletivos e demandas relacionadas à saúde da população negra. Isso tem extrema relação com o fato de que a cada passo e cada avanço na construção do projeto, muitas pessoas passaram por esse espaço e Jéssica, do Coletivo Terça-afro, definiu a questão com a seguinte pergunta: “Como essa construção coletiva avança e também agrega?”

Como fazer com que as pessoas que passaram e passam pelas reuniões e atividades da Aliança para organização do Observatório fiquem conosco? A partir desse questionamento surge a ideia do Observatório como parte de um fórum de debates, em busca do avanço das políticas para saúde integral da população negra, onde as pessoas possam ser ouvidas, acolhidas e esse possa ser o espaço capaz de agregar novos aliados, avançando no projeto ao mesmo tempo. Então, agora temos um Fórum, já que essa é uma condição importante, de que todos compartilham.

Ressaltamos a importância de essa iniciativa ser construída por diversas mãos e perspectivas, vindas de diferentes contextos, mas que estão fundadas na luta anti-racista e em ações em prol da vida da população negra. Articular a importância da relação entre os jovens e os mais velhos nesse universo, mostra a importância e a centralidade que a ancestralidade tem, na construção desse projeto bem como a cultura africana e afro-brasileira. A partir dessa ideia é revelada a importância que há nas reuniões e atividades serem feitas, como bem definiu Pai Celso de Oxaguiã, “aos pés do baoba” e ser uma iniciativa construída pela sociedade civil como forma de mobilizar o Estado, dada as atuais condições de desconfiança, por parte da sociedade civil, nas instituições formais do Estado “democrático”.

Contato: observatoriopopnegra@gmail.com

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s